metas

Muito se fala sobre resoluções de ano novo: traçamos metas, estabelecemos planos mentalmente e até mesmo nos imaginamos realizando estas promessas, realmente acreditamos que faremos o nosso melhor e vamos cumpri-las, mesmo que parcialmente. Porém, passando o período das festas, aquele em que muitas empresas estão em recesso e que fazemos alguma viagem em família, entramos na rotina novamente e não demora muito até que o turbilhão de tarefas e imprevistos nos consuma; o ano passa voando e nos vemos novamente diante de um novo período de festas, repetindo novamente para nós mesmos o mesmo mantra: “este ano vai ser diferente”. Se você se identificou com o que descrevi e gostaria de mudar isso, vem comigo que vou te contar como eu driblei este círculo vicioso.

Definindo metas…

O primeiro passo é: esqueça as notas mentais. Ao escrevermos algo, criamos um compromisso, uma relação maior com aquela intenção e a tendência é que levemos os planos mais a sério. Anote tudo o que você gostaria de realizar no novo ano. Não use filtro algum, apenas escreva.

Mais tarde, reorganize essa lista dividindo suas ideias em duas colunas: na primeira coluna escreva todas as coisas que você GOSTARIA e PRECISA realizar (por exemplo, mudanças necessárias para a sua saúde, cursos que vão trazer uma promoção profissional ou até mesmo ajudá-lo a garantir um novo emprego, etc.).

Na segunda, apenas as coisas que você GOSTARIA de realizar (ações menos urgentes, tais como cuidar melhor da pele, começar um hobby, dentre outras).

Agora, chegou a hora de estabelecer prioridades. Dentro de cada lista, numere as metas em ordem de prioridade, de forma que você tenha consciência do que precisa da sua atenção num espaço menor de tempo e o que pode esperar.  Ao decidir as prioridades, escreva também (sim, escreva manualmente), o porquê essas prioridades foram as eleitas e o que elas vão trazer de bom para você. Ter consciência disso é importante, pois é disso que você vai lembrar quando estiver começando a ficar cansado e a perdendo motivação.

Planejando …

Uma vez sabendo quais as suas prioridades, chegou a hora de montar um plano de ação e começar a executá-los – AGORA. Se o seu plano é fazer um MBA, comece a procurar as instituições que oferecem o curso que você precisa, cheque os horários, o investimento, etc. Se o seu plano é tirar uma certificação de fluência em inglês,  comece a procurar professores, cursos, abrir horários na agenda. Se seu plano é parar de fumar e você não consegue sozinho, agende um médico o mais rápido possível, (se necessário, pague uma visita particular), pois lembre-se, dinheiro é importante, mas tempo e saúde são nossas maiores commodities.

Ainda no quesito planejamento, saber administrar o seu tempo é essencial. Uma boa prática de planejamento é o planejamento semanal, no qual você vai estabelecer as metas e atividades da semana e providenciar tudo o que precisa para executar as ações daquela semana. Se a organização não é o seu forte, talvez fosse interessante usar uma agenda, um planner  ou até mesmo, folhas avulsas de planejamento como as que que já disponibilizei para download aqui e aqui.

Evitando os mesmos erros…

Por último, escreva também na sua lista o que pode dar errado, quais empecilhos podem aparecer ao longo do ano e que podem desviá-lo das suas metas. Por exemplo, se você costuma trabalhar até tarde nos últimos dias úteis do mês, não assuma compromissos neste período, prefira cursos aos sábados. Se você viaja muito a trabalho, sempre carregue com você o seu material de estudo (ou de treino). Em resumo, faça um balanço das suas principais desculpas e já escreva possíveis formas de contorná-las, assim, quando o momento chegar, você já vai saber como agir.

Claro que planejar e executar não são tarefas fáceis, mas as tornam bem mais possíveis de serem realizadas quando sabemos exatamente onde queremos chegar.

“Se você continuar a fazer o que sempre fez, vai continuar a conseguir o que sempre conseguiu.”

Anthony Robbins

Recomendação de leitura: Qual a sua meta para este semestre? da professora Angela Ventura.